sábado, 29 de dezembro de 2012

http://www.wakeditora.com.br/principal/principal.php

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Do professor Paulo Henrique Colonese!

Licenciatura em Matemática - Grupo UNIS-MG. Qual o motivo para escolher uma licenciatura nos dias atuais? Especificamente falando porque escolher Licenciatura em Matemática. Vejam a reportagem a seguir. (Redação - Revista Veja - 08/12/2012 - São Paulo, SP) A revista americana Forbes publicou nesta semana uma lista com 15 das graduações mais promissoras em termos de salários e oportunidades de emprego. O levantamento, feito pela empresa Pay...Scale, leva em conta as projeções do mercado de trabalho americano até 2020. `Com o aumento do preço das mensalidades das faculdades e com as rápidas mudanças no mercado de trabalho, a formação superior é mais importante que nunca`, diz a matéria. Confira o ranking completo: 1- Engenharia biomédica; 2- Bioquímica; 3- Ciência da computação; 4- Engenharia de software; 5- Engenharia ambiental; 6- Engenharia civil; 7- Geologia; 8- Sistema de gerenciamento de informação; 9- Engenharia de petróleo; 10- Matemática aplicada; 11- Matemática; 12- Gerenciamento de construção; 13- Finanças; 14- Física; 15- Estatística. Estude Matemática no melhor curso privado de Minas Gerais e um dos melhores do Brasil e, agora, com um dos melhores preços de mercado (R$199,00). Informações sobre o Grupo UNIS-MG. COORDENADOR: Prof. Dr. Alessandro Ferreira Alves (Coordenador - Licenciatura em Matemática EAD (Grupo UNIS) Unidade de Gestão da Educação a Distância). Av. Cel. José Alves, 256 - Vila Pinto - 37010-540 - Varginha MG. Tel: 0800 283 5665 / (35) 3219-5218. E-mail matematica@sabe.br e alemengo2003@yahoo.com.br Blog www.sabe.br/blog/matematica

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Revista Saúde Física & Mental

(http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/SFM)
A Revista Saúde Física & Mental é um periódico semestral dirigido para o público de todas as áreas clínicas e biológicas, em consonância com as políticas educacional e de pesquisa estabelecidas no país. É importante destacar que cada vez mais as agencias de fomento estão destinando recursos para a pesquisa e a elaboração de novas tecnologias, visando impulsionar a saúde e a economia. A Revista Saúde Física & Mental, periódico multidisciplinar dedicado a disseminar novos conhecimentos e tendências clínicas em prol da melhoria da qualidade do conhecimento, é um grande aliado para a divulgação de seus resultados e conclusões. CHAMADA PARA NOVOS ARTIGOS: A Revista Saúde Física & Mental está aceitando, para sua segunda edição, submissões de manuscritos que contemplem estudos em toda a área clínica e da saúde em geral, que atenda ao critério geral de importância científica. Serão aceitos: - Artigos originais em pesquisa básica ou aplicada - Estudos de caso - Revisões bibliográficas - Resenhas. As submissões devem ser feitas online através do site da revista, devidamente formatadas conforme as instruções que estão publicadas na área de autores (http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/SFM/about/submissions#authorGuidelines ). A Revista Saúde Física & Mental publicará e distribuirá os artigos aceitos de forma gratuita, desta forma aumentando sua indexação e a visualização das publicações. Informações de Rafael Luzes Editor da Revista Saúde Física & Mental. Acesso em http://www.uniabeu.edu.br/publica/index.php/SFM

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Nossa homenagem a José Robson Almeida (Colégio Santa Mônica de São Gonçalo).

José Robson Almeida tem 25 anos de experiencia como professor-educador e tem dedicado esforços na melhoraria da formação dos jovens do Ensino Básico na Instituição acima citada. Nos últimos 10 anos, como diretor Fundador do CSM de São Gonçalo, teve a oportunidade, juntamente com sua equipe e os alunos, de ver a escola por três vezes em primeiro lugar no ENEM, no segundo maior município do Rio, São Gonçalo. Seu desejo maior é ajudar jovens da escola que dirige oportunizando espaço para colaborar com outros educadores sempre que solicitarem. Na direção do Colégio Santa Mônica José Robson Almeida está satisfeito com os resultados onde por exemplo, não há mais vagas para 2013. O colégio foi pela 3° vez consecutiva a melhor escola (Resultado do ENEM, com redação ou sem redação) do Município de São Gonçalo e também Campeão do INTERCOLEGIAL pela 11° vez. Nesse sentido, reafirma que o sucesso está relacionado ao trabalho desenvolvido em conjunto com sua equipe e as famílias sempre colaboradoras no processo de construção de saberes.

CRA: Renovação de licença: não perca o prazo!

A renovação da licença de registro profissional será concedida por prazo de até 2 (dois) anos, ao profissional que estiver em dia com suas obrigações, mediante requerimento, apresentando as razões do seu pedido, acompanhado da documentação comprobatória da causa que a justifique. Procedimentos: 1 - Preencher formulário padronizado "Folha de Requerimento" (http://www.cra-rj.org.br/site/registro/formularios.asp), expondo o motivo. 2 - Pagar a taxa de expediente no valor de R$98,00 – Até 31/12/2012. 3 - Comprovar o não-exercício da profissão com um destes documentos: • Cópia da CTPS atualizada (cópia das folhas referentes à fotografia, identificação, contratos de trabalho, alterações de salário e anotações gerais); ou •Cópia do Contracheque atual, ou •Declaração da empresa, constando o cargo ocupado e o nível de escolaridade exigido, ou •Comprovante de aposentadoria. A Licença de Registro Profissional, da mesma forma que suspende as obrigações do requerente perante o Conselho, torna ilegal o exercício da profissão. Fonte http://www.cra-rj.org.br/site/cra_rj/noticias/141112d.asp

domingo, 23 de dezembro de 2012

COMPETÊNCI​AS ESSENCIAIS DE GERENCIAME​NTO E LIDERANÇA PARA NOVOS GESTORES

São Paulo dia 23 e 24 de janeiro de 2013 Local: Espaço FranklinCovey - Quarta turma Solicitada. CONSIDERAÇÕES: No Brasil muitos profissionais tecnicamente considerados excelentes em diversos segmentos industriais e de serviços são promovidos para um cargo ou função gerencial sem a devida preparação para assumir os vários desafios impostos durante o exercício da função. Existem diferenças vitais entre gerenciar e liderar. As organizações em geral querem que os seus gestores sejam competentes em ambas as situações, portanto se faz necessário repensar o modelo de gestão organizacional utilizado e praticado atualmente. Este curso tem como missão capacitar competências consideradas essenciais descritas nos perfiscomportamentais tanto nas situações de gerenciamento como nas de liderança parasuplantar as atuais exigências do ambiente organizacional que o novo gestor atua. O treinamento vai fornecer MÉTODOS DE GESTÃO consagrados e ferramentas essenciais para a busca da excelência nagestão de resultados, da rotina e pessoas. Convidamos oparticipante a se conhecer como líder e a realizar um plano de ação, orientadopelo facilitador, para elevar de forma considerável o seu desempenho. RESULTADOS: •Novo gestor identifica problemas e aprende a utilizar métodos de melhoria contínua para atingir metas. •O gestor identifica as metas consideradas essenciais com foco nos principais indicadores de desempenho ou itens de controle para monitorar a eficiência dos processos de trabalho. •Aplicarferramentas comportamentais que levam a excelência em qualquer tipo de relacionamento que exige influência mutua. •Ogestor aprende a administrar conflitos com maturidade e promover o espírito do trabalho em equipe como fator decisório para a sua sobrevivência e sobrevivência organizacional. •Ogestor realizará o passo a passo do processo de gerenciamento de desempenho para o fornecimento de feedback eficaz,transferência de poder com autoridade e responsabilidade. •Asequipes estarão comprometidas com o sucesso da sua estratégia e medidas de execução. •Ogestor criará uma frequência de responsabilidade reportando os avanços na buscapelos resultados com cadência e regularidade. PÚBLICO ALVO: Gestores que assumiram ou pretendem assumir funções gerenciais e de liderança em qualquer tipo de organização. PROGRAMA – 16 horas. Módulo 1 - Gerenciando Resultados •Métodos eficientes para gerenciar a busca de resultados; •A necessidade de impulsionar o time para superar os desafios; •A necessidade de que TODOS sejam hábeis planejadores para a empresaatingir as metas para sua sobrevivência - ser competitivo é preparar um exército competente e comprometido; •Gestão estratégica, tática e de execução pelo método degerenciamento pelas diretrizes; •Como estabelecer metas para todos pelo desdobramento das diretrizes exercícios práticos; •Como elaborar planos de ação para o alcance das metas; •Como estabelecer itens de controle e itens de verificação para a garantia dos resultados; •Prática do Método de Gerenciamento pelo P.D.C.A. (Planejar, Fazer, Checar eAvaliar) para o atingimento das metas; •Implementado os planos, controlando a execução e avaliando para a tomada de decisões; •Como atuar nas anomalias; •Como conduzir reuniões de acompanhamento e feedback; Módulo 2 - Organizando a casa •O que é o Gerenciamento da Rotina do Trabalho do Dia-a-Dia? •Como planejar a melhoria do seu gerenciamento- Foco em priorização; •Causas Comuns e Causas Especiais de umprocesso; •Exercícios de análise de processos; •O processo de análise de um problema; •O levantamento de causas prováveis; •A procura das causas essenciais pela via das hipóteses; •A definição do problema– estabelecendo umameta; •O Processo de tomada de decisões; •O bloqueio foi efetivo? Padronização – método para prevenir oaparecimento do problema; Módulo 3 - Liderando por Competências •Aestratégia do líder/coach como requisito indispensável; •Saindode um estilo centralizador para um estilo de delegação de poder passo a passo; •Como identificar as competências essenciais do colaborador para uma função ou projeto específico; •Desenhando um perfil de responsabilidades definidas por metas e projetos específicos •Identificando o grau de competência profissional e competência psicossocial de cada membro da equipe para a formação de times de solução de problemas; •Adaptando os estilos de liderança correspondente ao grau de competência de cada membro da equipe •Comoelaborar um plano de ação que desenvolva o potencial de cada membro daequipe para atingir excelentesresultados. Módulo 4 – Gestão de Conflitos •Compreensão e autoanálise de atitudes básicas: Saber escutar sem julgar; saber separa a pessoa do problema; •Assertividade: Uma filosofia de vida capaz de oferecer relações saudáveis e produtivas; •Desenvolvendosua competência comunicativa: declarando suas necessidades e sentimentos; •Negociandode forma personalizada com o todos para ter relacionamentos duradouros no método ganha-ganha; Módulo 5 - Gerenciando o Desempenho •Como elaborar um plano de gerenciamento de desempenho eficiente para cada colaborador; •Como se preparar para realizar sessões eficazes de orientação, apoio e reconhecimento; •Como fornecer um feedback eficaz; •Que tipos de comportamentos recompensamos ou construímos para mudança; •Estudo de casos sobre fornecimento de Feedback em gerenciamento de desempenho; •Diretrizes para a realização da reunião de gerenciamento de desempenho por competências para que seja bem-sucedida; •Os instrumentos de monitoramento de desempenho. •Comemorando as vitórias com todos. METODOLOGIA: Apresentação expositiva e dialogada com os participantes com apoio de projeção multimídia. Estudos de casos, cenas de filmes, questionários validados cientificamente e exercícios de aplicabilidade para o exercício da aprendizagem de acordo com os métodos propostos. FACILITADOR Marco Antonio Lampoglia MSc - Psicólogo pela Universidade São Francisco, mestre em Filosofia Social pela PUCCamp, mestre em Administração com ênfase em Gestão de Pessoas pela UMESP, doutor em Liderança com ênfase em Gestão Estratégica pela Florida Christian University, especialista em Gestão da Qualidade pela Japan Union Scientists and Engineers - J.U.S.E e Fundação Cristiano Ottoni . Professor titular do INPG. Autor do livro: Negociação Personalizada para Acordos Positivos e Duradouros (terceira edição). Autor do livro: Liderança por Competências – Abordagem Metodológica na Formação de líderes (segunda edição esgotada). Metodologista, consultor, treinador renomado e facilitador em empresas nacionais e multinacionais tais como: Pilkington, Volkswagen, Motorola, Manserv Logística, Transpiratininga, Coca-Cola Distribuidoras, Rede Globo e Coligadas, Federação dos Agricultores do Estado de SP, Secretaria de Economia do Est. SP, Consigaz, Escelsa, Jornal Primeiramão, Usina Paineiras, Usina Catanduva, Duratex, Indústrias Farmacêuticas nacionais entre outras. Treinou mais de 80.000profissionais. Desenvolveu mais de 50 metodologias e ferramentas aplicadas para gestão estratégica, gerenciamento da rotina, liderança, coaching e gestão de pessoas, acumulandoinúmeras horas de aplicabilidade em diversas organizações. Atende necessidades de gestão estratégica avançada, gestão de mudanças do comportamento humano, geração deideias e motivação.Expressiva atuação como coach, na formação de líderes e negociadores ensinando e implantando metodologias científicas reconhecidas de Negociação Personalizada® e Gestão e Liderança por Competências®. Informações Úteis: Datas: 23 e 24 de janeiro de 2013. Horário: das 8h30 às 18:00 hs. Local: Espaço FranklinCovey situado na Rua Florida, 1568 – Brooklin – São Paulo –SP. Investimento: R$ 980,00 (Novecentos e oitenta reais). Estão inclusos custos de material didático, almoço, coffee break e certificado. Para demais informações e inscrições entre em contato pelo telefone: (11) 56712344 ou (11)999805490 ou preferencialmente através do e-mail: contato@activetreinamento.com.br fornecendo os dados para o contato e negociação personalizada. FONTE www.activetreinamento.com.br

sábado, 22 de dezembro de 2012

NO ESTADÃO: Educação de jovens e adultos

(Agência Brasil). Educação de jovens e adultos perde quase 1 milhão de alunos desde 2007 Número de matrículas em 2012 na educação de jovens e adultos é 3,4% menor do que o de 2011. O número de matrículas este ano na educação de jovens e adultos (EJA) caiu 3,4% em relação às de 2011. Ao todo, estão matriculados 3.906.877 alunos e, no ano passado, eram 4.046.169 matrículas. A EJA inclui estudantes do ensino fundamental e médio. Desde o início da série histórica, em 2007, são quase 1 milhão a menos de jovens e adultos nas salas de aula. Naquela ocasião, foram matriculados 4.985.338 alunos. As informações fazem parte dos dados consolidados do Censo Escolar 2012, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC). Ao todo, foram identificadas 50.545.050 estudantes matriculados na educação básica (infantil, fundamental e ensino médio). As informações do Censo Escolar servem de base para distribuição de recursos públicos para estados e municípios, como o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). De acordo com o MEC, a publicação dos dados atende ao dispositivo da Lei 11.494/2007, conhecida como Lei do Fundeb. As demais informações relativas ao fluxo e aprovação dos alunos ainda estão em fase de coleta, com publicação prevista para março do próximo ano. Acesso em http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,educacao-de-jovens-e-adultos-perde-quase-1-milhao-de-alunos-desde-2007,976522,0.htm

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Revista Eletrônica do CRA/RJ

Link de acesso http://cra-rj.org.br/site/cra_rj/publicacoes/Revista_Eletronica_XXIIENBRA_VIIICMA.asp

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Ser versus fazer.

Por Wagner Siqueira*. Para os existencialistas a dissonância SER X TER seria a marca definitiva do homem moderno em busca do auto-encontro e da felicidade. Mal sabiam que o mundo das organizações logo suscitaria, nestes primeiros anos do Século XXI , uma nova disjuntiva SER X FAZER , que, apesar de ser uma variação em torno do mesmo tema, apresentar-se-ia de forma bem mais dominante, profunda e penetrante nos corações e mentes daqueles que se dedicam ao trabalho no universo das corporações. O valor pessoal de alguém não deriva quase que exclusivamente das realizações constantes de seu curriculum vitae, mas de todas as dimensões de sua existência, que o tornam um indivíduo único e singular. A cultura das organizações, no entanto, nos impele à superestimação do valor do indivíduo pelo que ele faz e não valoriza de forma adequada quem ele é. As pessoas são muito maiores do que os seus trabalhos. Mas as organizações se recusam a compreender e a aceitar tal evidência axiomática. Sacrificamos nossas famílias e as comunidades sociais por privilegiar desmesuradamente o trabalho. Isto é ótimo para a organização, mas péssimo para a pessoa. Permitimos que códigos de ética e de moral sejam amiúde violados para satisfazer as exigências de uma organização inserida num mundo de competição desenfreada. Paulatinamente, no entanto, assimilamos tais valores como se fossem nossos e passamos de forma inconsciente a compartilhar como indivíduos das mesmas atitudes e comportamentos. Ao relativizarmos a ética empresarial da ética individual, fraturamos a consistência do código de conduta pelo qual pautamos as nossas vidas. O indivíduo como pessoa que aja moralmente inspira-se no que Max Weber chamou de ética da convicção. Já na empresa, passa a se referenciar pela ética de resultados. São, evidentemente, duas formas incompatíveis entre si de julgar o que é bom e o que é mau: ou se adota uma ou se adota outra. Por ética de convicção se entende a que julga e avalia as ações em seus precedentes, pelo que lhe está subjacente, ou seja, tudo o que é anterior à própria ação, como os princípios, as regras e os códigos morais. Por exemplo: os Dez Mandamentos divinos. As ações são boas ou más pelas correspondências que guardem com esses referenciais básicos de conduta pessoal. Mas é também possível julgar uma ação com base não no que a precede, mas pelos seus resultados. Assim, a ética de convicção e a de resultados são dois juízos inteiramente distintos e, muitas vezes, contraditórios sobre a mesma ação empreendida ou a ser implementada. Ela pode ser má em relação aos princípios e boa em relação aos resultados. E vice-versa. Sobre que critério deve agir o executivo? Geralmente, quando se fala de ações empresariais imorais ou aéticas há a inspiração de que os fins justificam os meios. O importante são os resultados, pouco importando os princípios feridos para a sua consecução. É claro que tais atitudes não são declaradas, mas praticadas. O executivo que obtém grandes resultados nos balanços das organizações costuma dar muito pouco valor ou fidelidade à ética de convicção, o que o faz perder pouco a pouco a sua própria identidade como pessoa para assimilar a da empresa. Muitas vezes até por resistir à própria despersonalização, muitos passam a conviver no cotidiano com o dilema insuportável do Dr. Jekyll e Mr. Hyde, em O Médico e o Monstro. Nem sempre as qualidades do bom trabalho são as mesmas do bom caráter. Nem sempre um executivo de sucesso pode oferecer aos filhos o seu comportamento no trabalho como paradigma de como eles devam se conduzir eticamente em suas vidas. As qualidades do bom trabalho dos pais não são as do bom caráter que se deseja ensinar aos filhos. E como comumente hesita em transmitir esse legado moral pervertido, assiste-se à fratura da identidade ética do indivíduo como pessoa em sua família e como executivo em sua organização. A essência do ponto de vista moral das organizações exageradamente competitivas dos tempos presentes reside numa forte aversão às tentativas de negar aos seres humanos seus direitos à soberania moral. Elas podem ser acusadas dessa violação pela própria maneira como buscam doutrinar seus colaboradores e liquidar as organizações concorrentes, vistas em geral como inimigas. Como facções, os colaboradores de organizações concorrentes tendem a estigmatizarem-se reciprocamente. Guardadas as devidas proporções, apenas como figura de retórica por analogia, os colaboradores de organizações rivais comportam-se como habitantes de áreas faveladas das grandes cidades brasileiras em que as facções criminosas impõem rótulos aos moradores do comando prevalecente da comunidade a que pertencem, uns em relação aos outros, desenvolvendo-se preconceitos, restrições, aversões e estigmas. Imagine-se, por exemplo, o constrangimento de alguém, pertencendo a uma determinada indústria de refrigerantes ou de cervejas, curtindo numa roda de amigos saborear as delícias de beber os produtos da concorrente. Como se sente e como é percebido pelos demais? A especificidade da área de atuação da organização, a natureza de sua atividade econômica, as características do grupo que a integra e outros elementos psicossociais influenciam, mas não determinam a vida das pessoas. Os indivíduos são mais concretos do que as organizações às quais pertencem. A liberdade de pensamento é primordial à natureza do ser humano. Apesar desses aspectos perecerem evidentes, é necessário coragem e muita convicção para expressá-los no mundo globalizado que hoje vivemos, um mundo que enfrenta a angústia do pensamento único sustentado por ciências sociais comprometidas fundamentalmente com a manutenção de uma ordem mundial injusta, a serviço da aristocracia financeira. Para Kant o único comportamento humano que podemos almejar ser adotado por todos, sem contradições, é a benevolência ou a solidariedade. Este é um valor intrínseco, mesmo que não redunde em bons resultados. Agir de modo solidário significa ver cada ser humano como um fim em si mesmo e não, simplesmente, como um meio para alcançar outros fins. Somente são livres os seres humanos que conseguem verem-se reciprocamente como fins e não como meios, e agem de acordo com os seus princípios e não em função de seus temores ou paixões de uns em relação a outros, o que sempre lhes restringe a liberdade. As pessoas e suas trajetórias existenciais são importantes em quaisquer dimensões em que atuem na vida social. Assim, sempre que generalizamos sobre elas ou tentamos estandardizá-las, somos culpados por ação totalitária. Porém, não estamos conseguindo confrontar hoje esse lugar-comum da realidade da vida das organizações que, transformadas em seitas em sua ação corporativa, bombardeiam indiscriminadamente a todos com a vastidão obscura da hegemonia do pensamento único. Os indivíduos não somente têm o direito, mas a obrigação de se desenvolverem como pessoas. A vida não tem sentido se não for assim. Ninguém deve buscar nas organizações apoio emocional de que necessita para ser feliz ou para assegurar o seu equilíbrio existencial. Nem mesmo a mais evidente característica da personalidade de uma pessoa é predeterminada. Todos têm direito ao livre arbítrio de escolher o seu destino. Mas nem todos pensam e agem assim. Os grupos a que cada um pertence tentam traçar e definir o destino de seus integrantes, constrangendo a todos a fazer o que lhes parece como grupo ser o mais conveniente e adequado para os interesses do coletivo. Os membros dessas organizações não conseguem deixá-las porque a elas aderiram por livre e espontânea vontade. Passam a ser prisioneiros voluntários de uma realidade que preenche os seus vazios existenciais. As pessoas mais propensas a se enredarrem em tal situação profissional têm originalmente tantas carências como indivíduos que são naturalmente atraídos pela identificação com o grupo de trabalho e pelo preenchimento por parte da organização de suas necessidades mais sentidas. Tal identificação se efetiva por jogar no time, participar de atividades importantes, ser leal aos companheiros, ser reconhecido etc. De fato, muitas vezes tal contexto acolhedor nada mais é do que a resposta ao anseio de pertencer a algo que as ajude a suprir necessidades humanas insatisfeitas. O indivíduo passa a ser prisioneiro do estratagema que engendrou para si próprio. Talvez os verdadeiros prisioneiros, apenados nos presídios, tenham vida bem mais suave do que aqueles que trabalham na maioria de nossas organizações empresariais. Tanto na prisão como nos ambientes de trabalho você passa a maior parte de sua vida útil enclausurado em cubículos, que na empresa modernamente são chamadas de estação de trabalho. O preso tem 3 refeições completas todos os dias. Você, quando muito, tem um intervalo para almoço e tem que pagar por ele. O preso pode receber liberdade condicional por bom comportamento. Você será recompensado pelo bom desempenho com uma carga maior de trabalho. Na prisão, o encarcerado pode assistir televisão, ler jornais, tomar banho de sol. Você será demitido se fizer o mesmo. O preso pode participar de programas internos de forma voluntária. No trabalho, você não escolhe o que faz e não pode se furtar a fazê-lo. Aos presos é permitido receber parentes e amigos, às vezes até para visitas íntimas. Você na empresa tem dificuldade até de usar o telefone para ligações particulares e muitas vezes o seu correio eletrônico é censurado. Na prisão todas as despesas são pagas pelos contribuintes, sem qualquer contraprestação por parte dos presos pelos serviços que lhes são assegurados. Você paga todas as despesas para ir trabalhar e ainda são deduzidos de seu salário diferentes tributos para sustentar as despesas dos presídios. Os presos são algemados sempre que vão a algum lugar, como prestar depoimentos à Justiça. No trabalho você está sempre algemado pelas limitações impostas pelas regras e interesses dos que detêm o poder nas organizações. Na China ancestral havia o hábito de calçar permanentemente as meninas com sapatos de ferro, mantendo-os até que elas alcançassem a idade adulta. Nessa idade, os pés não podiam mais crescer, pois já passara a fase do desenvolvimento. Elas se livravam dos sapatos, mas ficavam para toda a vida com os pés atrofiados. A natureza era violentada à custa de discutíveis padrões de estética e beleza impostos pela cultura prevalecente à época. Mais brutais ainda do que aqueles chineses ancestrais, muitas organizações modernas se constituem em verdadeiras tenazes ou fôrmas no cérebro das pessoas, limitando a sua consciência e capacidade de compreender o ambiente que as cerca. A convivência cotidiana com valores distorcidos escraviza o ser humano e viola a sua natureza. Em verdade, um número crescente de organizações se constituem em sistemas totalitários empenhados em aprisionar a vida e o pensamento de seus membros numa camisa de força que os leva ao caminho de retorno à servidão, transformando-os hoje nos modernos servos da gleba, semelhantes aos do regime feudal da Idade Média. Jean Jacques Rousseau, em seu imortal Contrato Social indaga: “O homem permanece livre, mas em todos os lugares é um prisioneiro... Como esta mudança acontece? Eu não sei. O que pode torná-la legítima? Esta questão eu espero ser capaz de fornecer uma resposta”. Infelizmente, Rousseau não conseguiu equacionar esse paradoxo. Até hoje a humanidade busca a solução, sem ainda a encontrar. Ao contrário, na medida em que o ser humano mais dispõe de recursos e de facilidades inimagináveis para o seu bem-estar, paradoxalmente mais parece ficar escravizado a outros homens ou a outras circunstâncias totalitárias. Bibliografia: Seitas Organizacionais, Wagner Siqueira, Fundo de Cultura Editora, 2005, RJ. Adm. Wagner Siqueira (Presidente / CRA/RJ Nº 01-02903-7). Fonte http://cra-rj.org.br/site/cra_rj/mensagem_presidente/mens_presidente.asp

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

CCE PUC-Rio

Clique na imagem para melhor visualização!

domingo, 16 de dezembro de 2012

Moriá International Center: uma instituição acadêmica que desenvolve programas de formação sobre temas relacionados à Biblia, História, Religião, Sociedade Israelense, Liderança e o estudo do idioma Hebraico.

Os Cursos são ministrados em Português por renomados professores que lecionam em instituições internacionalmente reconhecidas em Israel e no mundo. Os participantes de nossos cursos presenciais receberão certificação da Universidade Hebraica de Jerusalém, uma das mais prestigiosas universidades do mundo, que trabalha em cooperação integral com o Moriá International Center.
Moria On-Line - Cursos a Distância: 1. A História do Povo Judeu na Época do Segundo Templo com certificado da Universidade Hebraica de Jerusalém; 2. Hebraico Bíblico; 3. A Importância dos Manuscritos do Mar Morto para o Judaísmo e o Cristianismo; 4. Liderança na Bíblia. Em breve! 5. Uma Leitura Feminina das Escrituras. Em breve! Outras informações em http://www.moriacenter.org/

sábado, 15 de dezembro de 2012

“A UNIVERSIDADE NO SÉCULO XXI: CRIATIVIDADE E CONHECIMENTO”.

Com o tema “A UNIVERSIDADE NO SÉCULO XXI: CRIATIVIDADE E CONHECIMENTO”, a UNISUAM realizará de 18 a 20/02 o seu VIII Simpósio Docente. O evento tem como objetivo potencializar a parceria com os nossos docentes, por meio do programa de formação continuada, foco de atenção da Instituição, constituindo-se num espaço de troca que visa ao desenvolvimento e à valorização dos profissionais envolvidos. Em breve a programação será divulgada nos canais de comunicação da Instituição. Fonte http://www.unisuamnews.com.br/professor-unisuam-nao-perca-o-viii-simposio-docente

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Portal Ciclo CEAP

CURSOS PRESENCIAIS: São treinamentos com carga horária otimizada que fornecem o máximo de conteúdo em um mínimo de tempo. Os participantes recebem informações teóricas e também desenvolvem atividades práticas o que estimula e facilita o processo de aprendizagem. Além disso, recebem orientações para aprofundamento e continuidade da formação. Os cursos presenciais acontecem, semestralmente, nas cidades de Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, entre outras. CURSOS VIRTUAIS: São treinamentos ministrados na modalidade de educação a distância, realizados totalmente pela internet. O participante possui total liberdade para escolher o local, dia e horário em que deseja realizar seus estudos. São disponibilizados cursos dinâmicos que proporcionam a vivência de um aprendizado estimulante com recursos de textos, fóruns de discussão, atividades práticas, ambiente de socialização, e assistência do ministrante e do tutor. Estes auxiliam a turma em todos os aspectos do conteúdo e nas questões pedagógicas, práticas e técnicas. Outras informações em http://www.cicloceap.com.br/portal/portal

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

CCE PUC-Rio: matrículas abertas.

Clique na imagem para melhor visualização do folder do curso.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Curso de Comunicação da AEDB vence o 11º Talentos da Publicidade da TV Rio Sul.

A equipe Elo, integrada por alunos do 3º ano do curso de Comunicação Social da Associação Educacional Dom Bosco - AEDB, foi a vencedora do concurso 11º Talentos da Publicidade, na categoria Universitária, promovido pela TV Rio Sul, com o tema “Esporte para um Futuro Melhor”.
Concorrendo com equipes da UNIFOA e da UGB, a equipe Elo da AEDB foi a premiada, com o vídeo “Escolhas” produzido pelas alunas Camila Pristo, Camila Lima e Luana Lopes, sob a orientação do prof. Marcus Augusto Santos. Além do vídeo vencedor, o curso de Comunicação da AEDB - habilitação Publicidade e Propaganda - participou do concurso com mais dois vídeos: “Mensagens”, produzido pelos alunos do 1º ano; e “Inspiração”, pelos alunos do 2º ano. Realizado anualmente pela TV Rio Sul, afiliada da Globo no Sul Fluminense, o concurso Talentos da Publicidade, que tem também a categoria Agência, é considerado o maior evento na área de publicidade, na região. Fonte AEDB Assessoria de Comunicação by Virgínia Calaes. ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DOM BOSCO.
Estrada Resende Riachuelo Nº2535 - Campo de Aviação - Resende - RJ Cep: 27.511-971 - Caixa Postal: 81.698/ 81711 Tel/Fax: (24)3383-9000. site http://www.aedb.br/

Ibmec Online: educação executiva com programas de MBA, Cursos de Curta Duração e Soluções Corporativas.

Ampliar a abrangência da oferta de cursos e inovar em metodologia são algumas das estratégias do Ibmec para atender à demanda, sempre crescente, de formação de excelência em alinhamento com o mercado. Como resultado surge o Ibmec Online, que representa sua expansão para o modelo de educação a distância (EAD).
Focado inicialmente em educação executiva com programas de MBA, Cursos de Curta Duração e Soluções Corporativas, o Ibmec Online estende definitivamente as fronteiras da instituição. Alunos de qualquer região do Brasil, ou mesmo que estejam fora do país, podem ter acesso aos cursos. Essa flexibilidade, no entanto, combina-se com outro aspecto fundamental para o sucesso em cursos a distância - o comprometimento e a responsabilidade que são requeridos dos participantes. Assim como os demais alunos do Ibmec, aqueles que optam pelo novo modelo assumem objetivos claros de transformação e crescimento, sempre motivados pelos desafios conceituais e práticos apresentados pela equipe de professores. Os cursos do Ibmec Online acontecem em um campus virtual diferenciado e rico em recursos. O ambiente favorece a proximidade e um olhar atento dos professores sobre cada aluno e suas potencialidades. Na construção do conhecimento, o rigor acadêmico alia-se ao estímulo à inovação. Mais do que uma escola, o Ibmec - tanto no modelo presencial como no online - é uma comunidade abrangente e dinâmica, onde se compartilham práticas e idéias, contatos e oportunidades. Professores altamente qualificados e com experiência de mercado são responsáveis pelo programa e conteúdo dos cursos. Eles adotam uma abordagem plural e pragmática das questões que afetam o cenário contemporâneo. Afinal, os alunos formados pelo Ibmec têm desafios do mundo real a compreender e enfrentar, agem em ambientes suscetíveis a mudanças e buscam fazer diferença. SOBRE O MBA. O MBA Executivo é aberto a profissionais de formações nas mais diversas áreas do conhecimento como Engenharia, Administração de Empresas, Economia, Marketing,além de atender às expectativas de profissionais liberais. CURSOS DE CURTA DURAÇÃO. O programa tem caráter generalista e dá ênfase especial aos aspectos-chave da gestão, que são a capacidade de trabalho em equipe, o processo de tomada de decisão e a gestão estratégica. Conhecimento e ferramentas, focados no cotidiano da empresa, para quem busca uma rápida atualização. **** FONTE http://www.ibmeconline.com.br/cursos/

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

CESUMAR: Vestibular 2013.

http://www.cesumar.br/

Encontro com escritores e artistas de língua portuguesa

A Estação as Letras convida para mais um QUINTAL DA LÍNGUA PORTUGUESA: encontro com escritores e artistas de língua portuguesa. Dia 12 de dezembro. A partir das 16h. ENTRADA FRANCA.
Coordenação deste Quintal: Suzana Vargas, Lucília Soares, Ninfa Parreiras e Edna Bueno. Local: Rua Marquês de Abrantes, 177 - Lj 107/108. Flamengo - Rio de Janeiro. Telefone: (21) 3237-3947. Fonte http://estacaodasletras.com.br/contato/

“Brasil, África e Portugal: tramas históricas e laços culturais".

Na última quarta-feira, 05/12, a Professora Maria Geralda de Miranda, Coordenadora do Mestrado de Desenvolvimento Local UNISUAM, lançou o livro “Brasil, África e Portugal: tramas históricas e laços culturais". O evento de lançamento foi no Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro – SinproRio, às 18h30. O livro trata-se de crítica literária sobre narrativas longas (romances) de João Ubaldo Ribeiro, escritor brasileiro; Pepetela, escritor angolano e Helder Macedo, escritor português. As obras estudadas, em perspectiva comparatista: Viva o povo brasileiro, A geração da utopia e Partes de África, respectivamente, “encenam” as relações coloniais e pós-coloniais entre as três nações: Lisboa, Angola e Brasil, e, nas três obras, há um enfrentamento de questões inerentes à dominação colonialista e seus corolários como escravidão, dependência, exclusão etc. Segundo a autora, as narrativas selecionadas para seu estudo são espaços privilegiados, nos quais também se representam os grandes questionamentos vivenciados pelo homem da atualidade. FONTE http://www.unisuamnews.com.br/professora-maria-geralda-de-miranda-lanca-brasil-africa-e-portugal-tramas-historicas-e-lacos-culturais

“Os desafios para a implantação da gestão por processos na Eletrobras”

CRA-RJ recebe “Os desafios para a implantação da gestão por processos na Eletrobras” O Adm. William de Miranda Barreto irá ministrar “Os desafios para a implantação da gestão por processos na Eletrobras”, no auditório do Conselho Regional de Administração, no dia 14 de dezembro. A abertura do evento ficará por conta do presidente do CRA-RJ, Wagner Siqueira. Durante a palestra, o Administrador irá abordar temas como gestão de mudanças, gestão de e por processos, os oitos passos de Kotter, entre outros. Participarão do debate, a Adm. Priscilla Molezon, o Adm. Venâncio Pena e o Adm. Alex Magalhães. FONTE http://www.cra-rj.org.br/site/cra_rj/noticias/061212d.asp

domingo, 9 de dezembro de 2012

Escola no interior do Piauí desbanca 5 mil instituições

Notícias > Educação
Por Davi Lira, de O Estado de S. Paulo, enviado especial a Cocal dos Alves (PI).
Alunos de colégio estadual de Cocal dos Alves têm renda familiar de até 1 salário mínimo.
OBSERVAÇÃO: Escola supera 32 unidades com alunos mais ricos no Enem; Animar os alunos foi o maior desafio de colégio do Piauí; Sucesso de escola em vestibular e olimpíadas surpreende;; Campeão do 'Soletrando' já pensa na faculdade; Medalhista de ouro vira exemplo em Cocal dos Alves. Professor Giovane Brito e seus alunos na foto acima. Hoje ele considera que saiu da lama. Filho de agricultores sem renda fixa, praticamente semianalfabetos e moradores da zona rural de Cocal dos Alves – um dos municípios mais pobres do interior do Piauí, a 260 km de Teresina –, Vitaliano Amaral, de 29 anos, nadou contra a corrente das adversidades. O trabalho árduo na roça e o antigo sonho de ser vigia deu lugar à carreira de pesquisador no mestrado em Matemática da Universidade Federal do Piauí. Mas essa guinada não teria ocorrido se ele não tivesse concluído os estudos na Escola Estadual Augustinho Brandão. Única do município, é considerada a instituição de maior performance no ensino médio no País – ela coloca alunos com grande defasagem educacional no mesmo patamar daqueles que têm melhores condições de aprendizagem por pertencerem a famílias com condições financeiras e culturais privilegiadas. Entre as escolas que atendem só alunos mais pobres, com renda familiar de até 1 salário mínimo, a Augustinho Brandão foi a que teve o melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. Sua média, superior à nacional, desbancou mais de 5 mil instituições públicas e privadas. O número representa 55% do total das escolas que tiveram o resultado no exame divulgado pelo Ministério da Educação, em novembro. O desempenho da Augustinho Brandão ultrapassou o de 32 escolas do País que têm os alunos mais ricos (renda familiar de mais de 12 salários mínimos). No ranking nacional, com 10.076 escolas (com alunos de todos os níveis socioeconômicos), ela fica na posição 4.260. No Estado, é a melhor instituição pública estadual e, considerando as 198 do Piauí, é a 56.ª mais bem classificada. Para chegar a esses dados, o Estado solicitou à Meritt Informação Educacional o cruzamento das informações do MEC com um estudo feito recentemente pelos pesquisadores Maria Teresa Gonzaga Alves e José Francisco Soares, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Eles traçaram o perfil socioeconômico dos alunos das escolas brasileiras. “Só a gente acreditava no nosso trabalho”, conta a diretora e supervisora da Augustinho, Kuerly Brito, de 34 anos. “Com a grande aprovação nos vestibulares, temos ex-estudantes que hoje são psicólogos, fisioterapeutas e professores. Temos dois alunos cursando pós-graduação em Teresina e Fortaleza.” Para Soares, da UFMG, Cocal dos Alves é “um exemplo de que, mesmo sendo forte, o determinismo social pode ser vencido”. “É o efeito da escola – e não da família – que gera esse resultado excepcional. É o oposto do que acontece, por exemplo, numa escola de elite em São Paulo”, diz. Criada em 2003, a escola ganhou em 2011 uma nova sede, com instalações modernas. A mudança transformou a Augustinho Brandão na construção mais bonita da cidade, frequentada por alunos em todos os turnos. E se a estrutura ajuda, a gestão contribui ainda mais. Os resultados estão fazendo com que o modelo seja referência. “Estamos desenvolvendo um projeto para que o modelo de gestão seja seguido por unidades de ensino de dez municípios”, diz o secretário estadual de Educação, Átila Freitas Lira. Desafios Por trás da fama da escola – que tem 10 professores, 1 coordenador e 1 diretora para 135 alunos – está um árduo trabalho. “Primeiro fizemos, trouxemos resultados. Depois, pressionamos a secretaria para que a infraestrutura melhorasse”, afirma a professora de português, Aurilene Brito. Ela destaca, porém, que a improvisação das instalações antes da reforma nunca impediu o trabalho dos professores. “No início, tínhamos apenas duas salas de aula e um pátio minúsculo. Usávamos a cantina para ter outro lugar para dar aula.” Mesmo com as melhorias, os alunos comem em pé, pois não há refeitório. Também faltam quadra de esportes e laboratório de ciências. Mas o principal problema é a instabilidade da energia. O fornecimento, que nunca foi regular, piorou desde junho. Quedas de energia chegam a ocorrer até três vezes em um minuto. A moderna sala de informática não é usada para evitar a queima dos equipamentos. Segundo a secretaria, em janeiro será construída uma subestação de energia para atender a escola. Sobre a ausência de quadra, laboratório e refeitório, a secretaria informou que serão construídos até junho de 2013. Fonte http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,escola-no-interior-do-piaui-desbanca-5-mil-instituicoes-do-pais,971048,0.htm

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

REDE AMBIENTE PARTICIPATIVO

O Ministério Público apresenta o Programa RAP, contribuindo para o acesso à informação no licenciamento ambiental. Pelo RAP são divulgados os Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e outros documentos essenciais para a verificação do impacto ambiental de grandes empreendimentos. Canal de transparência e manifestação da cidadania, de forma responsável e colaborativa, para a tomada de decisões acerca dos caminhos da sustentabilidade. O RAP – Apresentamos o Programa Rede Ambiente Participativo (RAP), portal institucional criado pelo Ministério Público (MP) para ampliar o acesso à informação e propiciar meios de participação pública na avaliação dos impactos ambientais. Primando pelo fortalecimento do Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA), o RAP disponibiliza em um espaço único dados e informações relevantes sobre projetos, fases do licenciamento, comentários públicos, atuação do MP e posicionamento do Judiciário sobre cada empreendimento trabalhado, promovendo transparência aos mecanismos de controle e adequação de atividades potencialmente poluidoras. O MP busca assim cumprir sua função constitucional em atenção ao princípio democrático, à defesa da ordem jurídica e à integração dos diversos atores da sociedade na defesa do meio ambiente ecologicamente equilibrado. O Ministério Público – Nem Judiciário, nem Executivo ou ainda Legislativo, mas sim um órgão público peculiar cuja compreensão só é possível quando conhecidas suas funções constitucionais: defesa da ordem jurídica, do regime democrático, dos interesses sociais e individuais indisponíveis. Ao MP são conferidos instrumentos preventivos e repressivos, mas sobretudo o papel de contribuir com o aperfeiçoamento dos sistemas de proteção, em especial, de proteção à saúde e do meio ambiente. A Proteção Ambiental – Discussões sobre aquecimento global ou mudanças climáticas atestam, com graus já reconhecidos de certeza, que a estabilidade climática se encontra sob sério risco. Momento em que o debate sobre a defesa do ambiente já há muito supera os limites da defesa de animais carismáticos ou do livre exercício da propriedade privada. Nossa sociedade elevou o direito ao meio ambiente ao patamar constitucional, de direito fundamental, de modo que, identificar o que garante ou impede o equilíbrio ecológico se tornou um dever de todos, de toda a sociedade e não uma mera opção. A Avaliação dos Impactos – Mas como se dá a proteção ambiental? Como identificar impactos comprometedores do equilíbrio ambiental? Como definir alternativas e medidas restritivas ou compensatórias? Como aferir a afetação dos recursos da agricultura, florestais e do patrimônio pesqueiro? Como conservar a biodiversidade? Como prevenir desastres e surgimento de conflitos? Como garantir a saúde pública? Como compatibilizar interesses contrapostos? Como respeitar tradições e a formação de uma herança cultural? Como reduzir impactos sociais negativos? Como potencializar os positivos? Como esperar melhoria na qualidade coletiva de vida? Enfim, dentre tantas perguntas, como assegurar um desenvolvimento estratégico, aquele que garanta às gerações presentes e futuras os meios de sustentabilidade providos por um ambiente ecologicamente equilibrado? E, sobretudo, como fazer com que a decisão final seja legítima, representando democraticamente os interesses dos titulares daquele direito ao meio ambiente equilibrado? Todos nós. Dentre os instrumentos possíveis, a Constituição estabeleceu o acesso à informação, o licenciamento ambiental e os estudos de avaliação de impactos. Princípios informadores – Como princípio primeiro da Política Nacional do Meio Ambiente, editada há 30 anos, temos o da ação governamental na manutenção do equilíbrio ecológico. E como em todo servir ao que é público, devem ser respeitadas a legalidade dos atos, a impessoalidade das decisões, a moralidade administrativa, a publicidade dos dados e a eficiência de seus instrumentos. Acesso e participação – Em um Estado Democrático de Direito, todo poder emana do povo, que o exerce por seus representantes eleitos ou diretamente na forma da lei. No licenciamento ambiental, coube aos cidadãos o poder de exercer seu controle sobre os atos do órgão ambiental e a oportunidade de oferecer seus comentários, avaliações críticas e contribuições acerca dos projetos e atividades propostas. Assim, a legitimidade e a aptidão do licenciamento ambiental residem também no amplo acesso público à informação e em sua efetiva participação no processo decisório. Instrumentos – A ação popular, ação civil pública, ação penal e outros remédios são meios de proteção e controle judicial. Mas o exercício direto da cidadania se faz também essencial e se materializa no controle social, em audiências e comentários públicos sobre estudos e justificativas apresentadas. No Brasil, historicamente, os comentários públicos se dão em números reduzidos e a participação em audiência pública perde em efetividade quando falhas ou manobras do processo se fazem presentes. O Programa – O MP vem cumprir o seu papel oferecendo à sociedade mais um instrumento de cidadania, ampliando e unificando as fontes de consulta e criando um espaço aberto, democrático e de transparência para o estabelecimento desta rede participativa. Dotado de recursos avançados de interatividade, o RAP busca contribuir de forma tempestiva e concreta, auxiliando órgãos públicos na tomada de decisões, cidadãos no exercício cívico e os empreendedores na escolha de opções que respeitem limitações ambientais e premissas de sustentabilidade. Um ambiente público de participação em rede que, espera-se, venha esclarecer as tantas questões envolvendo a proteção ambiental e formar decisões governamentais legítimas sobre a questão ambiental. A inspiração – O Conselho Nacional do Ministério Público adotou como objetivo estratégico nacional a adequação legal, eficiência, transparência e participação pública na avaliação dos impactos ambientais. Para tal fim, o MPRJ buscou inspiração no projeto Breaking the Logjam, da New York University e na Convenção de Aahrus para criar esta verdadeira rede de debates, muito além de um canal unidirecional como os sistemas de consulta pública existentes, vez que os comentários públicos aqui são interativos, com possibilidade de troca de opiniões e com a inclusão de documentos e imagens sobre os temas em debate. Público - O RAP não se dirige exclusivamente à comunidade potencialmente afetada, mas se destina às demais organizações da sociedade, aos empreendedores, aos órgãos públicos e, especialmente, à Academia, abrindo espaço livre e de fácil acesso ao conhecimento técnico e especializado, fomentando o debate responsável na construção de decisões. Funcionamento – Lançado pelo MP do Estado do Rio de Janeiro em fase de testes em agosto de 2011 e, em permanente desenvolvimento, o RAP passa a disponibilizar todos os documentos relevantes sobre os projetos submetidos ao licenciamento ambiental e sujeitos à elaboração de EIA-RIMA. Os comentários e dados anexados são públicos e passam a instruir o MP na formação de sua convicção sobre os casos apresentados. Atualmente o RAP abrange o Estado do Rio de Janeiro, sendo estudada sua expansão nacional. O convite – O Programa Rede Ambiente Participativo (RAP) está no ar, com o entusiasmo de profissionais que acreditam na gestão ambiental democrática, que se perfaz com transparência, acesso facilitado à informação e efetiva participação pública. Confiante que deste processo sairão decisões mais eficientes e seguras para o desenvolvimento sustentável. O MP convida todos a integrar o RAP, seja para compreender os argumentos naturalmente contrapostos, oferecer suas contribuições, ou para simplesmente ampliar seus conhecimentos e consciência cívica, sempre em defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis. Se você quer ser ouvido, participe! Acesse http://rap.gov.br/

CEMCO - formação em Terapia Cognitivo Comportamental e "Positive Life Management Coaching"

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Curso de Especialização em Terapia Cognitiva- 2013

Atendendo à demanda dos que buscam cursos de qualidade, o Labore Cursos abre inscrições para os cursos de 2013. A certeza do trabalho que vem desenvolvendo em favor de um melhor processo ensino-aprendizagem, se confirma com o reconhecimento dos alunos.Missão: formar profissionais na área de psicologia, tecnicamente capazes e socialmente comprometidos com a ética e a competência. Público Alvo: Psicólogos e Psiquiatras. Certificado: Especialista em Terapia Cognitiva. Início: 08 e 09 de fevereiro de 2013. Carga horária: 510 horas. Duração: 2 anos. Presencial: 1ª sex e 1º Sab ao mês. Horário: das 08h às 18h. Investimento: Inscrição: R$ 90,00 Matrícula: R$700,00 Mensalidades: 24 parcelas de R$ 875,00. 24 parcelas de R$700,00, para inscrições até 31/12/2012 ( desc. 20% ). 24 parcelas de R$787,50, para inscrições até 15/01/2013 ( desc. 10% ). Informações e Inscrições: (12)3923-4463/ 3033-4217. Rua Ipiranga, 74 sala 01- Jardim Maringá-CEP: 12 243-400 E-mail– info@laborecursos.com.br Fonte www.laborecursos.com.br

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

28º Congresso Internacional de Educação Física!

- Cursos de aperfeiçoamento para profissionais e estudantes! - Apresentações de trabalhos científicos; - Eventos paralelos com palestrantes de renome internacional; - Participantes de todas as regiões do Brasil e vários países; - Mais de 55 mil participantes desde a primeira edição; - Numa das mais belas cidades do Mundo, Foz do Iguaçu. Outras informações em http://www.congressofiep.com/

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

No EstadãoTecnologia: "par de luvas que converte linguagem de sinais em voz"

Ucranianos desenvolvem par de luvas que converte linguagem de sinais em voz Sistema venceu espécie de copa do mundo de tecnologia organizada pela Microsoft Abaixo: Reprodução/Site. Desenvolvedores buscam agora por investimentos para baratear produção de equipamento.
Instigados por uma competição internacional de tecnologia, quatro jovens ucranianos desenvolveram um par de luvas capaz de traduzir a linguagem de sinais utilizada por pessoas com deficiência auditiva e de fala para todos os que não estão familiarizados com esse sistema de comunicação. O Enable Talke, nome dado ao sistema, consiste em um dispositivo eletrônico que, acoplado a um par de luvas, reconhece os sinais do usuário, transmitindo as informações a um smartphone por sistema de Bluetooth. No dispositivo móvel, um aplicativo converte a informação enviada pelas luvas em um som correspondente. O protótipo do Enable Talke venceu a categoria projeto de software da Microsoft Imagine Cup 2012. Com produção orçada em US$ 150 por equipamento, os jovens ucranianos buscam, agora, investimentos. A proposta é aplicar recursos no desenvolvimento de alternativas para baratear os custos do produto para algo em torno de US$ 75. Fonte O Estadão Tecnologia(02 de dezembro de 2012 | 9h 56) Acesso em http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,ucranianos-desenvolvem-par-de-luvas-que-converte-linguagem-de-sinais-em-voz,2486,0.htm

sábado, 1 de dezembro de 2012

Acontece no Moria: Curso sobre a HIstória do Povo Judeu na Época do Segundo Templo

CURSOS ON LINE - A HIstória do Povo Judeu na Época do Segundo Templo. Cooordenado e conduzido pelo Prof. Dr. Adolfo Roitman, um dos maiores especialistas no assunto no mundo. Aulas dinâmicas, com foruns de perguntas e respostas e duas aulas ao vivo. - Hebraico Bíblico. Aulas com professores que falam português, método dinâmico, utilização do Antigo Testamento como material de aula e teclado virtual em hebraico. OS CURSOS SE INICIAM EM MARÇO DE 2013. MAIORES INFORMAÇÕES:info@moriacenter.org ou no site http://www.moriacenter.org/