quarta-feira, 30 de outubro de 2013

DADOS – Revista de Ciências Sociais.

É uma publicação trimestral editada no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ): http://www.iesp.uerj.br Redação e apresentação de artigos: dados@iesp.uerj.br Instruções aos autores: http://www.scielo.br/dados
Matrículas Abertas PUC-Rio: IX Seminário de Logística e Supply Chain.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NEUROEDUCAÇÃO

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM NEUROEDUCAÇÃO O Instituto de Ensino CAPACITAR, RS - http://www.capacitarnh.com.br/site/ funciona de acordo com as normativas do MEC e é conveniado com a FAMEPLAN – Faculdade Metropolitana do Planalto Norte- SC - http://www.fameplan.com.br/instituicao.html, Credenciamento conforme Portaria nº 527 de 30/04/2008 (DOU. 02/05/2008) Mantenedora: SEPLAN – Sociedade Educacional do Planalto Norte, a qual certifica os cursos. OBJETIVO:Capacitar os profissionais frente à compreensão do papel do cérebro do ser humano em relação aos processos neurocognitivos, intervindo na melhora das dificuldades de aprendizagem como: distúrbios de memória, falta de atenção, bloqueios de aprendizagem nas diversas matérias dos conteúdos escolares, dificuldades em raciocínio lógico, matemática,leitura, escrita, baixa estima ,falta de motivação, entre outras. Com a intervenção do neuroeducador, o sujeito será beneficiado com excelente desempenho , alta capacidade de absorver conhecimentos, criatividade, autodidatismo, pró-atividade e desejo constante em aprender. Fonte Psicopedagoga Valéria. Saiba mais em http://www.capacitarnh.com.br/site/ e na página http://www.fameplan.com.br/instituicao.html

sábado, 26 de outubro de 2013

VII Workshop Nacional sobre Bioenergia>> Participe desse encontro e aproveite a oportunidade para conhecer as novas tecnologias de produção de biocombustíveis e as ações voltadas para o setor bioenergético. Na sua 7ª edição, o Workshop Nacional sobre Bioenergia da FTC (VII WNB) tem o objetivo de apresentar aos professores, alunos, empreendedores e à comunidade científica em geral, os avanços e o potencial projetável das fontes renováveis de geração de energia. O evento abordará temas de extrema importância para a atualização e aprimoramento das tecnologias existentes e em desenvolvimento para o setor. O VII WNB contará com a participação de palestrantes de peso e renome nacional. Uma realização do Mestrado Profissional em Tecnologias Aplicáveis à Bioenergia da FTC em parceria com a FAPESB e a CAPES. Dias 21 e 22 de novembro de 2013. Local: FTC Salvador - Auditório Astor Pessoa (bloco 4, nível 5). Endereço: Av. Luiz Viana Filho, 8812, Paralela – Salvador/BA. Informações: (71) 3281.8030 ou www.ftc.br/workshop

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

V SEMINÁRIO PERIFERIA(S) – MOVIMENTOS CONTEMPORÂNEOS.

INSCRIÇÕES ABERTAS: O V Seminário Periferias 2013 – Movimentos Contemporâneos é um evento que pretende articular os saberes acadêmicos com os fazeres artísticos, culturais e educacionais produzidos recentemente nas e pelas periferias. A partir do diálogo entre as interfaces educação, arte e cultura, o seminário pretende promover uma reflexão sobre esses movimentos e manifestações que ganham visibilidade cada dia maior na contemporaneidade. Organizado pelos alunos do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas da Faculdade de Educação da Baixada Fluminense/ UERJ, de 2012, o evento vai ocorrer entre os dias 25 e 26 de novembro de 2013, das 09 às 17 horas, no auditório da UERJ/FEBF, em Duque de Caxias. Inspirado nas recentes manifestações políticas que levaram milhares de pessoas às ruas, por todo país, reivindicando melhorias em vários setores político-sociais, o V Seminário Periferia(s) – Movimentos Contemporâneos se propõe investigar os movimentos do coletivo social e suas ressonâncias na academia e fora dela. A inspiração derivada da temática dos protestos atuais ajuda a pensar a pluralidade e suas manifestações como atributos que asseguram aos sujeitos envolvidos a condição de opinião e de ação. O V Seminário Periferia(s) – Movimentos Contemporâneos irá apresentar uma programação diversificada, capaz de contemplar a complexidade do tema proposto através de mesas redondas com a presença de diferentes atores das áreas de educação, cultura e comunicação. O evento contará também com apresentações, cujas inscrições encontram-se abertas, nas modalidades de Comunicações Orais e Pôsteres de pesquisas acadêmicas e Oficinas que serão distribuídas em dois eixos temáticos: - Redes Educativas, Comunicação e Cultura - Debates sobre as relações dos sujeitos com as múltiplas redes educativas, relacionando as transformações atuais com a vida cotidiana e trazendo a discussão de questões éticas e estéticas que se colocam nas relações sociais do dia a dia. - Escola e seus Sujeitos Sociais - Reflexões sobre as experiências vivenciadas no cotidiano escolar e as possibilidades de atuação na formação dos sujeitos sociais. O evento ainda vai oferecer atividades nas Oficinas Culturais, que serão destinadas ao público, em geral. Bem como apresentações que busquem enriquecer a temática abordada, valorizando os movimentos culturais da periferia. As inscrições para apresentação de trabalhos estão abertas até 03/11/2013. Secretaria do V Seminário Periferia(s). Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Educação da Baixada Fluminense (FEBF). Rua General Manuel Rabelo, s/nº, Vila São Luís. CEP: 25065-050. Duque de Caxias - RJ, Brasil. Solicitação de divulgação: Leonardo da Silva Barbosa Mestrado em Educação, Cultura e Comunicação FEBF-UERJ. Confira os detalhes no blog do evento: http://vseminarioperiferiafebf.blogspot.com.br/

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Aconteceu e vai acontecer UNIABEU.

No dia 21 de outubro a Uniabeu realizou o encontro de Pedagogia que neste ano privilegiou as palestras organizadas pelos acadêmicos do curso. A abertura do evento foi uma homenagem aos professores, tendo um coral de alunos interpretando em Língua Brasileira de Sinais a canção Ao mestre com carinho, sob a regência da professora Christiane Penha. A professora Sandra Xisto coordenadora do Curso de Pedagogia, mostrou-se orgulhosa dos acadêmicos que não mediram esforços para que o evento fosse o sucesso absoluto nas diferentes modalidades de pesquisas apresentadas. Abaixo fotos parciais do encontro.
VER TAMBÉM: I Jornada de Matemática da Uniabeu - 24 e 25 de outubro de 2013. Local: Campus 2 Escola Superior de Professores - ESP. Rua Prof. Alfredo G. Filgueiras, 537. Nilópolis – RJ. Data: 24 e 25 de outubro de 2013. Objetivos: A I Jornada de Matemática da Uniabeu objetiva disseminar avanços do conhecimento no campo da Educação Matemática e do ensino da matemática em um âmbito regional. Além de promover ativi-dades as mais diversas de divulgação científica, faz parte da Semana Nacional da Ciência e Tecnolo-gia - SNCT 2013. Estão convidados pesquisadores, educadores e estudantes em geral (de Matemática e áreas afins) que utilizam a matemática como trabalho, estudo ou pesquisa, possibilitando maior intercâmbio en-tre as pesquisas que estão sendo realizadas. Público Alvo: O público alvo da I Jornada de Matemática da Uniabeu é formado por todos aqueles que se preocupam com as questões pertinentes à Educação Matemática e o ensino de matemática. Espera-se, a participação de licenciandos, matemáticos, educadores matemáticos, acadêmicos de áreas afins, pro-fessores de todos os níveis de ensino, pedagogos, formuladores de políticas educacionais, psicólogos, etc. I Inscrições: As inscrições poderão ser feitas de 01/10/2013 até 20/10/2013 pela internet, no site: www.uniabeu.edu.br, no link do evento. Taxa de inscrição: R$ 10,00. SOLICITE A FICHA DE INSCRIÇÃO PELO E-MAIL prof.geneci@yahoo.com.br Comitê Organizador: Nelson Damieri Gomes, Geneci Alves de Sousa.
A VIII Semana de Letras - “Saberes e fazeres da (e na) contemporaneidade – Língua, Literatura e Ensino” será realizada nos dias 4 e 5 de novembro. . Solicite a ficha de inscrição e proposta de atividade pelo e-mail uniabeu2let@abeu.edu.br Coordenação: Prof. Ms. Edson de Siqueira Estarneck
O VII Encontro de História – Cotidiano e Poder, é promovido pelo Curso de Licenciatura em História do UNIABEU. O evento acontecerá nos dias 11 e 12 de novembro, das 19h30 às 21h30, no Campus 2, Nilópolis. Veja a programação: EXPOSIÇÃO PERMANENTE: África em todos os sentidos. 11 DE NOVEMBRO, SEGUNDA-FEIRA. PALESTRA DE ABERTURA. Sexualidade e família no Brasil escravista - Prof. Roberto Guedes. Local: Auditório Vagas: 200. 12 DE NOVEMBRO, TERÇA-FEIRA. PALESTRA: 1 – Relações e estratégias de poder na imprensa do Brasil República - Profª Thaíla Guimarães; Profª Érika Chermont Castanheira. Local: Sala 109 Vagas: 40. 2 – Tempos de UPP: representações, arranjos políticos e o cotidiano em uma favela do Rio de Janeiro. Prof. Vinícius Miranda Gentil. Local: Sala 111 Vagas: 40. MINICURSO: 1 - A cidade como construção histórica - Prof. Carlos Eduardo Moreira de Araújo. Local: Sala 302 Vagas: 40. 2 - O surdo como minoria linguística: prática cotidiana de superação e aprendizagem nas escolas de maioria ouvinte - Prof. Antonio Ricardo Penha; Profª Christiane Maria Costa Carneiro Penha; Profª Layane Cristine de Souza. Local: Sala 208 Vagas: 40. OFICINA: Papo reto – Sexualidade e ensino de História no ensino fundamental - Prof. André Nascimento; Profª Ivonete Campos; Profª Rosimeri Soares; Prof. Rubens de Almeida; Prof. Udervan Lucas. Local: Sala 209 Vagas: 40. Inscrições: De 21/10 a 04/11, das 15h às 20h, no Atendimento do Campus 2. A atividade do dia 11/11 será única, ocorrerá no auditório e envolverá todo público. Para o dia 12/11, no ato da inscrição, deverá ocorrer a escolha uma das atividades propostas. As vagas são limitadas por atividade. Antecipe a inscrição. Valor: R$ 5,00 (cinco reais) para aluno e ex-aluno do UNIABEU-Centro Universitário. R$ 10,00 (dez reais) para o público externo. Contato: uniabeu2hist@abeu.edu.br UNIABEU: Campus 2 Rua: Prof. Alfredo G. Filgueiras, nº 537 - Nilópolis.

domingo, 20 de outubro de 2013

Campus São Gonçalo da UERJ abre inscrição para cursos de Especialização. A Faculdade de Formação de Professores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, localizada em São Gonçalo, abre inscrição no próximo dia 01 de novembro para dois cursos de especialização: Especialização em Dinâmicas Urbano-Ambientais e Gestão de Território e Especialização em Estudos Literários. O curso em Dinâmicas Urbano-Ambientais e Gestão do Território destina-se a portadores de diploma em Geografia e ciências afins. Estão sendo oferecidas 20 vagas e tem por objetivo o enfoque no espaço urbano, nos seus aspectos social, político, econômico e ambiental, e irá fornecer instrumentais teóricos e práticos na análise de processos e de fatores que comandam as transformações em áreas urbanizadas. Já a Especialização em Estudos Literários destina-se aos portadores de diploma nas áreas de Linguística, Letras, Artes e Ciências Humanas. Também estão sendo oferecidas 20 vagas. O objetivo é a qualificação do docente para o magistério, oferecendo condições para a ampliação e o aprofundamento do conhecimento em Literatura e Teoria Literária, de modo a capacitar o profissional não somente ao ensino, mas também à pesquisa, atualizando-o na área de Letras. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de novembro no site do Centro de Produção da Uerj (www.cepuerj.uerj.br) para os dois cursos. Contato: CENTRO DE PRODUÇÃO DA UERJ. Rua São Francisco Xavier, 524. Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. 1º andar, bloco A, sala 1006. CEP: 20559-900. Horário de atendimento na recepção: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. Teleatendimento: (21) 2334-0639, de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. E-mail: cepuerj@uerj.br Site www.cepuerj.uerj.br

sábado, 19 de outubro de 2013

I Seminário IBGE de portas abertas para a escola.

Introdução: Conhecer o país em que se vive, as características da população e de seu território são informações essenciais para o exercício da cidadania. Como o professor pode trabalhar com essas informações desde a Educação Básica? De que modo pode-se inserir essas informações no trabalho diário, seguindo as recomendações dos Parâmetros Curriculares Nacionais? O IBGE, como órgão oficial de produção de estatísticas e estudos geográficos e cartográficos no país, considera importante sua atuação junto às escolas do Brasil. O acesso aos conteúdos produzidos pelo instituto dependem da capacidade de ler e interpretar informações estatísticas e geográficas, e essas habilidades só podem ser viabilizadas mediante uma educação de qualidade. O I Seminário IBGE de portas abertas para a escola busca fomentar em sala de aula a abordagem das relações entre a realidade local e o contexto nacional; a compreensão dos dados obtidos pelas pesquisas como instrumento para o exercício da cidadania e o acesso às linguagens estatística e cartográfica. Objetivos: Possibilitar o intercâmbio de ideias entre os educadores e os profissionais do IBGE; Estimular uma relação direta da instituição com os educadores; Proporcionar troca de experiências de prática docente em sala de aula e o compartilhamento de experiências com informações estatísticas, cartográficas e geográficas em sala de aula, bem como o trabalho com coleta de informações; Difusão dos projetos educacionais e instrucionais do IBGE. Público-alvo: Profissionais da Educação Infantil ao Ensino Médio. Data do Seminário: 24 de outubro de 2013. Horário: 14h às 18h. Local: Centro de Documentação e Disseminação de Informações - Auditório Teixeira de Freitas. Rua Ga.l Canabarro, 706, Maracanã, Rio de Janeiro-RJ. Contato: vamoscontar@ibge.gov.br Inscrições: http://eventos.ibge.gov.br/ibge-escolas/inscricoes Atenção: Os certificados serão entregues no dia do seminário. Fonte Gerência de Educação da 6a. CRE.(via e-mail). Blog: http://creged06.blogspot.com/

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

PROGRAMA DE CÁTEDRAS FRANCESAS NA UERJ

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – UERJ. SUB-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA – SR-2. DEPARTAMENTO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - DCI. EDITAL PROGRAMA DE CÁTEDRAS FRANCESAS NA UERJ - A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e a Embaixada da França no Brasil fazem saber aos interessados que, no prazo de 16 de outubro a 15 de novembro de 2013, estarão abertas as inscrições para a seleção de pesquisadores franceses candidatos ao Programa de Cátedras Francesas na UERJ, para início no ano de 2014. Este programa tem como objetivo promover a vinda para UERJ de pesquisadores franceses de excelência prioritariamente nas áreas de Ciências Humanas e Sociais, Ciências do Mar, Geociências, Biologia, Química e Engenharia Química. Esses pesquisadores permanecerão na UERJ, com o objetivo de potencializar o desenvolvimento dos programas de pós-graduação stricto sensu da universidade e da pesquisa por períodos de curta duração (superior a 60 dias e inferior a um ano), como bolsistas do Programa de Pesquisador Visitante Senior Internacional. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Departamento de Cooperação Internacional. Diretora Profa. Cristina RussiGuimarães Furtado. Rua São Francisco Xavier, 524 sala T030/F. 20550-900 - Rio de Janeiro/RJ. Brasil. tel./fax: 55 21 2334-0797 / 2334-2188. e-mail: dci@sr2.uerj.br. http://www.sr2.uerj.br/dci

CCE PUC-RIO: agenda.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

II Encontro Luso-Brasileiro sobre o Trabalho Docente e Formação.

O II Encontro Luso-Brasileiro sobre o Trabalho Docente e Formação, realizado em conjunto com a Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e a Rede Latino-Americana de Estudos Sobre Trabalho Docente (Red ESTRADO), tem como tema central Políticas, Práticas e Investigação: Pontes para a mudança. A escolha deste tema foi motivada pela necessidade de se discutirem alternativas ao atual cenário do trabalho docente, nomeadamente através de novas articulações entre práticas docentes, processos e produtos de investigação, e políticas educacionais e de carreira, para todos os níveis de educação e ensino. O II Encontro Luso-Brasileiro sobre o Trabalho Docente e Formação é coordenado pelo área de investigação “Formação, Saberes e Contextos de Trabalho e Educação” do CIIE - Centro de Investigação e Intervenção Educativas da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP), por grupos de pesquisa vinculados ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Alagoas - PPGE-UFAL e pela RED ESTRADO, em parceria com as Universidades do Minho e de Lisboa, bem como com as universidades brasileiras PUC/SP, UNESA/RJ, UNEAL, UFMG, UFPel e o IFAL. A realização desse evento justifica-se pela necessidade de se promover o fortalecimento da investigação e da produção intelectual na área do trabalho docente e de se estimular o intercâmbio e a inserção internacional de investigadores sobre o tema. Periodicidade: Realização de dois em dois anos, alternando entre as Universidades parceiras no Brasil e em Portugal 2011 – Realização do I Encontro em Maceió | http://lusobrastd.com/apresentacao.htm Objetivos: - Divulgar e compartilhar pesquisas educacionais realizadas no Brasil, em Portugal, América Latina e no exterior que tenham como eixo temático o trabalho docente e formação; - Formar e consolidar redes de mobilidade, intercâmbio e cooperação académica nacional e internacional entre Programas de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, da UFAL e das demais universidades parceiras; - Mobilizar docentes, investigadores e orientadores e estudantes de pós-graduação dos grupos das instituições envolvidas, para a ampliação da formação de mestres e doutores no Brasil e em Portugal, bem como contribuir para a produção científico-académica no âmbito dos Programas de Pós-Graduação envolvidos; - Contribuir para o estreitamento de parcerias que permitam o desenvolvimento e aprimoramento teórico e metodológico dos grupos de pesquisa ligados aos programas de estudos pós-graduados, fomentando o conhecimento e a divulgação sobre a problemática do trabalho docente. Público Alvo: Investigadores de Portugal, do Brasil e outros que investiguem a problemática do Trabalho Docente em todos os níveis, etapas e modalidades, alunos de pós-graduação em Educação e áreas afins. Informações em http://www.fpce.up.pt/trabalhodocenteformacao/apresentacao.html

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Faculdade de Comunicação Social da UERJ abre inscrição para cursos de Especialização. A Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro está com inscrições abertas para o curso de especialização em Jornalismo Cultural e, para o curso Pesquisa de Mercado e Opinião Pública. Os dois cursos têm por finalidade a formação de pessoal qualificado para o exercício de atividades específicas e de pesquisa nas áreas. A pós-graduação em jornalismo cultural pode ser feita por pessoas formadas não só em Comunicação Social, mas também em Antropologia, História, Sociologia, Ciência Política, Letras, Psicologia e Filosofia. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de novembro no site do Centro de Produção da Uerj (www.cepuerj.uerj.br). A taxa de seleção é R$ 80,00. Estão sendo oferecidas 40 (quarenta) vagas para cada curso. Contato: CENTRO DE PRODUÇÃO DA UERJ. Rua São Francisco Xavier, 524. Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. 1º andar, bloco A, sala 1006. CEP: 20559-900. Horário de atendimento na recepção: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. Teleatendimento: (21) 2334-0639, de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. E-mail: cepuerj@uerj.br Site: www.cepuerj.uerj.br

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

"Magistério e os desafios frente à violência do Estado"

Evento na FEBF discute o tema. Local: UERJ>>Faculdade de Educação da baixada fluminense; Duque de Caxias, RJ. Dia 16 de outubro 2013.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

USP cai em ranking mundial de universidades.

Publicação da Reuters mostra que a USP saiu do 158º lugar e hoje está entre as 226 e 250 melhores instituições; já a Unicamp não entrou sequer na lista das 300 melhores. Newsletter > Bárbara Ferreira Santos e Victor Vieira. A Universidade de São Paulo (USP) caiu de posição no ranking da Times Higher Education (THE), a principal lista do ensino superior do mundo. Em 158.º lugar no passado, a instituição paulista agora figura entre as 226 e 250 melhores, segundo o levantamento 2013-2014, divulgado ontem. A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) nem sequer aparece entre as 300 instituições. Com o revés da USP, o Brasil deixa o topo das 200 melhores universidades do mundo. O THE não revela a posição exata de cada universidade depois do 200.º lugar. Dos países que tinham ao menos uma universidade no topo, o Brasil é o único que não está mais na lista. Hoje há 26 nações bem avaliadas, com a volta de Turquia, Espanha e Noruega. Não há nenhum país da América Latina. Os Estados Unidos, com 77 universidades, lideram o ranking, seguidos de Reino Unido, com 31, e Holanda, com 12. O Instituto Tecnológico da Califórnia aparece em primeiro lugar pelo terceiro ano seguido, à frente de Harvard, Oxford e Stanford. O ranking adota 13 critérios para examinar as universidades, divididos em cinco categorias: ensino (30%), pesquisa (30%), citações (32,5%), parcerias com indústrias (2,5%) e diversidade internacional (5%). "A saída de USP e Unicamp surpreendeu porque ambas haviam avançado nos anos anteriores", disse o editor da THE, Phil Baty, em entrevista ao Estado. Para ele, as universidades brasileiras enfrentam burocracia e dificuldades para contratar novos professores. Baty também disse acreditar que aulas em inglês e programas de intercâmbio, como o Ciência Sem Fronteiras, podem estimular a internacionalização. Alerta. A pró-reitora de Pesquisa da Unicamp, Glaucia Maria Pastore, não vê piora de produtividade. "Os rankings geralmente são pontuais, não indicam uma tendência", diz. Para ela, no entanto, o resultado serve para sinalizar possibilidades, como aproveitar o bom momento do País para cruzar as fronteiras. "Conforme se envia e recebe cientistas, a instituição aumenta a visibilidade, o que interfere no ranking", afirma. A substituição de docentes aposentados por novos talentos e a redução dos entraves burocráticos para a pesquisa também são desafios. "Além disso, temos de aproximar empresas da universidade", diz Glaucia. A reportagem solicitou entrevistas com representantes da USP. A instituição manifestou-se por meio de nota, na qual afirmou que a universidade esteve bem em outras avaliações e que há políticas de parcerias com outras instituições e intercâmbio de alunos e professores. Critérios. Segundo o cienciometrista (especialista em analisar produção científica) da USP Rogério Meneghini, variações metodológicas entre uma listagem e outra explicam discrepâncias. "Cada ranking tem um foco diferente, o que impacta o resultado final", explica. Para ele, listas internacionais costumam privilegiar fatores em que universidades estrangeiras são superiores, como o número de citações em publicações científicas. "A tendência é de citar pouco os países menos visíveis", diz. A presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Helena Nader, estranha o resultado. "USP e Unicamp têm aumentado a presença no cenário acadêmico internacional. É importante considerar quais quesitos foram avaliados", afirma. Para ela, o inglês é um dos principais obstáculos para pesquisadores brasileiros em trabalhos e publicações científicas estrangeiras. Fonte " O Estadão". Acesso http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,-usp-cai-em-ranking-mundial-de-universidades,1081254,0.htm

I Jornada LIEJA – Divulgação.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Instituto de Psicologia da UERJ abre inscrição para Seminário em Psicopedagogia. O Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro abre inscrição hoje para o XVII Seminário de Psicopedagogia: “A patologização das diferenças e inclusão escolar” - “Formas de aprendizagem na contemporaneidade”. O objetivo do evento é trazer ao público discussões e debates de temas atuais sobre questões ligadas a psicopedagogia, neuropsicopedagogia e psicologia do desenvolvimento e cognitiva. Acontecerá apresentação de resultados de pesquisas nestas áreas, onde será mostrada a necessidade de superar os desafios das relações ainda existentes entre psicologia e pedagogia. O público alvo é composto por estudantes de graduação em psicologia, alunos de pós-graduação e profissionais e docentes da área. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de outubro, no site do Cepuerj (www.cepuerj.uerj.br). Mais informações: Dia – 06 de novembro, das 9h às 18h. Local - UERJ: Pavilhão João Lyra Filho - Rua São Francisco Xavier, 524 - Maracanã Auditório 91 (9º andar-Bloco F). Valores: Até 30 de outubro: Estudantes e Funcionários – R$ 25,00 / Profissionais – R$ 40,00. No dia do evento: Estudantes e Funcionários – R$ 35,00 / Profissionais – R$ 50,00. Contato: CENTRO DE PRODUÇÃO DA UERJ - Rua São Francisco Xavier, 524. Maracanã, Rio de Janeiro, RJ. 1º andar, bloco A, sala 1006. CEP: 20559-900. Horário de atendimento na recepção: de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. Teleatendimento: (21) 2334-0639, de 2ª a 6ª feira, das 9h às 18h. E-mail: cepuerj@uerj.br. Site www.cepuerj.uerj.br
Teologia no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil.
Cursos de Graduação e Pós-Graduação reconhecidos pelo MEC. Cursos ministeriais em Teologia Ministerial, Liderança de Crescimento Cristão e Liderança de Ministério com Juventude.

terça-feira, 8 de outubro de 2013

TÉCNICAS DE ATENDIMENTO PARA MATRÍCULAR. Público - alvo: Diretores secretários e equipes que atuam nos processos de matrículas em estabelecimentos públicos e particulares de educação básica e superior, cursos livres e universidades corporativas. Outros profissionais que atuam nos estabelecimentos de ensino. Objetivos: - Conhecer todas as normas legais que regem a matrícula nos estabelecimentos de ensino. - Conhecer e debater os técnicas de atendimento ao público; - Debater os novos níveis de exigências dos alunos e família quanto as relações juspedagógicas. Informações: Tel: (21) 3905-0964 - instituto@ipae.com.br

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Convalidação em Estudos Teológicos.

Já está disponível o EDITAL da Convalidação em Estudos Teológicos da Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro. As aulas presenciais serão realizadas em dois módulos intensivos: em JANEIRO e JULHO de 2014. Confira no site o edital e encaminhe o formulário de pré-inscrição para esta nova turma. Faculdade de São Bento do Rio de Janeiro - Rua Dom Gerardo, 68 - Centro - Rio de Janeiro - RJ Telefones: (21) 2206-8281 e 2206-8310. info@faculdadesaobento.org.br Site www.faculdadesaobento.org.br
5º Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação – WCTI. O 5º WCTI – com o tema "A Universidade e a Inovação - a Hélice Tríplice (articulação da Academia, Governo e Sociedade)" – vem com o amadurecimento das edições anteriores, estruturado em torno de dois eixos: as realizações exitosas desenvolvidas em 2012 na UERJ e as parcerias e colaborações para produção e implantação de Inovação envolvendo SECTEC, SEDEIS, Faperj, INPI e Prefeituras, comprometidos com Inovação no Estado do Rio de Janeiro. Pretendemos que o 5º WCTI venha alavancar e consolidar a Inovação no Estado do Rio de Janeiro abrindo de forma permanente um espaço de discussão, reflexão e realização de ações em Ciência, Tecnologia e Inovação, aumentando o potencial do nosso Estado, implantando a UERJ como Referência na Instalação da Cultura de Inovação.local: Auditório da Reitoria da Uerj Campus Maracanã - 29 de outubro de 2013 - das 9h30 às 18h. Palestas: FIRJAN; Acesso Genético; FINEP E OMPI; Parque Tecnológico; Inovação Venture Capital. InovUerj - Departamento de Inovação da Uerj - Rua São Francisco Xavier, 524 - Prédio Anexo - Térreo - Maracanã. Tel.: (21) 2334-0017 www.sr2.uerj.br/inovuerj

sábado, 5 de outubro de 2013

No ESTADÃO: Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA ,‘celeiro’ de empreendedores em projetos educacionais.
Newsletter Bárbara Ferreira Santos. Uma geração de alunos que saem da universidade compartilha conhecimento aliando responsabilidade social a negócios. Uma nova safra de empreendedores em educação vem crescendo rapidamente no Brasil. Eles desenvolvem atividades de alto impacto social, mas o que fazem não é voluntariado. Aprenderam a lucrar com a educação e criaram empresas comercialmente competitivas. Ao mesmo tempo, estão democratizando o conhecimento em todo o País e têm alcançado bons resultados. O que há em comum? Estudaram Engenharia no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), instituição de ensino superior com um dos vestibulares mais concorridos do País. Com seus currículos, poderiam ter escolhido trabalhar em qualquer área - de bancos a grandes multinacionais. Mas abriram mão de parte da lucratividade para desenvolver atividades que promovam responsabilidade social. A preocupação com uma educação de qualidade, no entanto, não é uma exclusividade dessa nova geração. O próprio ITA foi fundado com o propósito de "formar técnicos competentes e cidadãos conscientes", como dizia seu criador, o tenente-coronel Casimiro Montenegro Filho. Desde então, diversas gerações de alunos compartilharam o aprendizado que adquiriram para entrar na universidade com milhares de outros jovens - por meio de aulas particulares e em cursinhos de baixa renda ou fundando suas próprias empresas. Muitos desses empreendedores começaram a dar aulas no CasdVest e no Casdinho, cursinhos gratuitos e sem fins lucrativos criados por alunos do ITA e voltados a jovens de baixa renda. O primeiro ajuda os interessados a entrar nas melhores universidades e o segundo, no colégio da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer). É o caso de Thiago Feijão, que está no último ano de Engenharia Mecânica. Ele é ex-presidente do CasdVest, ajudou a fundar o Casdinho e o Instituto Semear, que ajuda a população de baixa renda a se manter na faculdade. Na graduação, também fundou uma startup de educação, o Quadrado Mágico. Incentivados pelos exemplos, alunos mais novos também pretendem seguir esses passos, como a atual presidente do Casdinho, Isabella Amorim Gonçalez, de 21 anos. "Antes, ou era ganhar dinheiro ou mudar o mundo. Hoje, brinco que podemos fazer os dois." A seguir, conheça outras três empresas que já alcançaram resultados relevantes em pouco tempo. Site abrigou os primeiros Moocs da América Latina>
Rapidez. Carlos Souza viu seu Veduca alcançar o sucesso em apenas um ano e meio. Quando criou o Portal Veduca, em março de 2012, o engenheiro Carlos Souza não imaginava que, quase um ano e meio depois, o site atingiria mais de 2,5 milhões de visitantes e hospedaria 277 cursos de mais de 17 universidades, entre elas Harvard, Massachusetts Institute of Technology (MIT), Stanford e Universidade de São Paulo (USP). "Não sabia que ia chegar tão longe em pouco tempo, mas tinha certeza de que não ia desistir enquanto não conseguisse." Pioneiro no País, o portal lançou com professores universitários os primeiros Moocs (cursos gratuitos, online e oferecidos a milhares de alunos) da América Latina, com a USP, de Física Básica e Probabilidade e Estatística, e depois com a Universidade de Brasília (UnB), de Bioenergética. A vontade de distribuir, em língua portuguesa e para o maior número possível de pessoas, as aulas das melhores universidades do mundo teve motivação pessoal. Em sua trajetória, Souza teve a vida mudada pela educação. Aos 14 anos, dava aulas particulares. Tanto estudou que conseguiu passar no vestibular de Engenharia Aeronáutica no ITA. "Todo mundo no ITA teve a sua vida mudada pela educação. Como o vestibular é muito puxado, a gente tem de se preparar bastante. Uma das grandes motivações acho que é exatamente a vontade de abrir para os outros as portas que um dia a educação de qualidade me abriu." Em 2011, quando foi estudar novos modelos de negócios nos EUA, teve a ideia de fundar uma startup que investisse em tecnologias para a educação. Acionou possíveis sócios que também apostassem na proposta e montou uma equipe com profissionais de várias áreas. Apesar de encarar o Veduca como um empreendimento, ele ressalta que a preocupação nunca foi a lucratividade, mas a resolução de um problema real: o acesso à educação de qualidade no Brasil. "Estou mais realizado do que se trabalhasse em uma multinacional. Quando você busca essa satisfação pessoal, sente que está contribuindo para melhorar a vida das pessoas." Escola teve melhor nota da redação do Enem na 1ª turma>
Família. Os irmãos Pablo, Jean e Átila criaram negócio juntos. O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) já recebeu diversas gerações de uma mesma família, mas a primeira vez em que três irmãos estudaram ao mesmo tempo na instituição foi com os mineiros Átila Silva Zanone, de 31 anos, Jean Silva Zanone, de 29, e Pablo Silva Zanone, de 27. Para ingressar na universidade, eles se prepararam arduamente por anos. Depois, durante toda a faculdade, fizeram monitorias em cursinhos da região e deram aulas particulares. Pablo foi até professor no CasdVest, iniciativa dos próprios alunos do ITA para preparar estudantes para o vestibular. "Era o que a gente podia fazer em paralelo à graduação. Nós sempre fomos bons alunos, e o que a gente tinha em casa era esse comprometimento com a escola", diz Átila. Em um dos períodos de férias, ainda no meio da graduação, voltaram para a cidade natal, Ipatinga, a 217 km de Belo Horizonte. Em uma reunião de família, o projeto de abrir um negócio comum veio à tona. O pai foi quem mais incentivou. A principal motivação era impedir que cada um dos irmãos acabasse trabalhando longe dos demais. "Nossa perspectiva, depois de formados, era cada um ir parar em uma cidade totalmente diferente. As famílias do interior estão fadadas a se separar, porque as oportunidades locais são escassas", diz Átila. Nasceu então a ideia de investir em educação e montar em Ipatinga uma escola de qualidade para que os alunos da região pudessem ter acesso a um ensino de qualidade próximo da família. "Tive de sair para Belo Horizonte para fazer cursinho, aprender a cozinhar, viver sozinho. Essa é uma experiência que queremos que nossos alunos tenham na faculdade, não antes dela", diz. Ainda antes de se formar, eles procuraram os fundadores do sistema de ensino pelo qual estudaram para ingressar no ITA, o sistema Elite, e conheceram diversas unidades pelo Brasil para aprender a montar o próprio negócio. "O objetivo em qualquer empreendimento é fornecer um serviço de alta qualidade. Buscamos um exemplo concreto que sabíamos que dava certo." O cursinho Elite Vale do Aço surgiu em 2009. Dois anos mais tarde, foi criado o colégio de mesmo nome, com a proposta de ter apenas uma turma de cada série do ensino médio. Já na primeira turma de 3º ano, eles conseguiram um resultado surpreendente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011, bem acima do que esperavam: a melhor nota de redação do País. Na parte objetiva da avaliação, eles só estiveram atrás do Colégio Objetivo Integrado, de São Paulo. Crianças e jovens com câncer têm aulas online>
Meta. Diego Dias, do site Aprendizado Coletivo: sonho de ter empresa de educação realizado A história do site Aprendizado Coletivo se confunde com a de seus fundadores, Diego Silva Dias, de 30 anos, e Bruno Werneck, de 32. Os dois estudaram em escolas públicas e conseguiram se formar em Engenharia pelo ITA. Dias saiu de Belém, no Pará, para vir a São Paulo fazer faculdade. Werneck já deu aulas de Matemática e de Física. Juntos, os dois fundaram uma rede social em que alunos podem conversar, assistir a videoaulas e até tirar dúvidas sobre exercícios difíceis. Mais de 1.100 videoaulas estão disponíveis gratuitamente. Exercícios permitem ainda que o aluno faça simulados online. Para Dias, o motivo de deixar o corpo executivo da startup GetNinjas, da qual era sócio, para escolher a educação foi para "empreender com impacto social". "Eu acho que a educação mudou minha vida, então eu queria empreender em algo que possibilitasse mudar a vida de vários jovens também", afirma Dias. E hoje ele se considera mais realizado do que se estivesse trabalhando como funcionário de uma grande empresa. "No ITA, dos 120 alunos que se formam por ano, a maioria nem sequer trabalha como engenheiro. Eles são cobiçados pelas empresas e muitos vão para o mercado financeiro, por exemplo, por razões financeiras. Mas eu consegui realizar dois grandes sonhos e uni-los: trabalhar em educação e ter a minha própria empresa." Entre os depoimentos que ele recebeu de pessoas que tiveram suas vidas mudadas por seu trabalho está o de uma professora de uma escola hospitalar do Hospital A.C. Camargo, onde crianças e adolescentes que têm de se submeter a tratamentos extensivos não podem frequentar a escola e passam a assistir a aulas no próprio hospital. Para ensinar os pacientes, essa professora passou a usar o material do Aprendizado Coletivo. "Eu queria inicialmente chegar aos alunos pobres, que não conseguem ter uma educação de qualidade, mas nunca pensei que o meu trabalho poderia chegar tão longe", comemora Dias. Frases: "Há dez anos, quando levantávamos questões de responsabilidade social, os alunos eram reticentes. Hoje, são mais engajados" - Silvia Damião, chefe da Divisão de Alunos do ITA "Minha vida foi transformada pela educação que tive. Sei do valor que ela tem na vida de alguém e quero trabalhar com isso mais tarde" - Isabella Amorim Gonçalez, 21 anos, aluna do 3º ano do ITA. Fonte "O Estado de São Paulo". Acesso em http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,ita-e-celeiro-de-empreendedores-em-projetos-educacionais,1068304,0.htm

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

UNIABEU 2014
Neuropsicopedagogia Clínica 600h
O presente Curso de Especialização visa a formar profissionais capacitados para o exercício das funções docentes na educação básica no âmbito da perspectiva da neuropsicopedagogia clínica com base nos processos de participação e de construção da autonomia, com vistas a aperfeiçoar, atualizar e a qualificar a prática pedagógica inclusiva e interdisciplinar dos profissionais que atuam ou têm interesse em abrir sua própria clínica, especialmente da educação inclusiva e especial, articulando-se com as diferentes áreas disciplinares do conhecimento. Dessa forma, o presente curso visa a capacitar os profissionais frente à compreensão do papel do cérebro do ser humano em relação aos processos neurocognitivos na aplicação de estratégias pedagógicas nos diferentes espaços da escola, cuja eficiência científica é comprovada pela literatura, que potencializarão o processo de aprendizagem. Intervir no desenvolvimento da linguagem, neuropsicomotor, psíquico e cognitivo do indivíduo. Portanto, o presente curso proporciona a aquisição de clareza política e pedagógica sobre as questões educacionais e a capacidade de interferir no estabelecimento de novas alternativas neuropsicopedagógicas e encaminhamentos no processo educativo, de forma a compreender e analisar o aspecto da inclusão de forma sistêmica, abrangendo educandos com dificuldades de aprendizagem e sujeitos em risco social. Segue a ementa do curso!
Informações: rnaeducacao@gmail.com

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Eventos Virtuais do Instituto de Pesquisas e Administração da Educação - outubro, novembro e dezembro. O Instituto de Pesquisas e Administração da Educação tem o prazer de convidar para os eventos virtuais que serão realizados em outubro, novembro e dezembro de 2013. As mudanças na Educação - dia 28 de outubro - terça-feira - Telecongresso Virtual da Educação - http://www.ipae.com.br/ev/12.791.1.htm O papel da Tutoria nos programas de aprendizagem a distância - dia 29 de outubro - terça-feira - Encontro de Educação a Distância - http://www.ipae.com.br/ev/12.797.1.htm Plágio, como combatê-lo no meio acadêmico? dia 26 de novembro - terça-feira - Fórum de Direito Educacional - http://www.ipae.com.br/ev/12.799.1.htm A relevância dos dirigentes no desenvolvimento das instituições educacionais - dia 10 de dezembro - terça-feira - Seminário de Administração da Educação - http://www.ipae.com.br/ev/12.801.1.htm Referidos eventos serão transmitidos pela internet, tendo inicio às 14 horas. A duração da parte expositiva é de aproximadamente 60 minutos. Em algumas instituições há formação de grupos de debates logo a seguir, possibilitando a complementação dos estudos. Existindo alguma dificuldade para acesso nos dias e horários previstos o mesmo poderá ocorrer posteriormente (os eventos ficarão disponibilizados no site do IPAE nos dez dias subseqüentes). É necessário haver inscrição (que será gratuita) para cada evento, através dos links mencionados abaixo dos respectivos títulos. Recomenda-se um equipamento que tenha o programa Windows Media Player. O acesso deve ser feito através do navegador Internet Explorer. O IPAE emitirá certificados, no prazo de trinta dias, para os participantes previamente inscritos. As inscrições deverão ser feitas através dos links mencionados em cada evento. Cordialmente, Instituto de Pesquisas e Administração da Educação: Avenida Rio Branco, 156 - Conjunto 1.926 - CEP 20040-901 - Rio de Janeiro - RJ ipae@ipae.com.br - www.ipae.com.br (21) 3905-0964.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Logística e Tecnologia da Informação: acordo de cooperação técnica entre o Ministério do Planejamento (MP) e a UNIVASF.
O objetivo é promover ações em prol de melhorias no Portal do Software Público Brasileiro. Desenvolver ações para fortalecer, divulgar e ampliar o Portal do Software Público Brasileiro (SPB). Este é o objetivo do acordo de cooperação técnica assinado entre o Ministério do Planejamento (MP) e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). A formalização da parceria foi publicada na última segunda-feira, 2, no Diário Oficial da União. Entre as ações programadas, estão o trabalho colaborativo sobre os softwares existentes no SPB, a organização de eventos de divulgação de Software Livre no Brasil e exterior e a divulgação de projetos executados na universidade no portal. Além disso, os softwares públicos serão utilizados em atividades de ensino, pesquisa e extensão. Os alunos e servidores da UNIVASF participarão dos projetos mantidos pelo sítio. A iniciativa já conta com ações iniciais como a oferta, pelo curso de Engenharia da Computação, de um Núcleo Temático Multidisciplinar com o tema Software Público Brasileiro. Este núcleo é uma componente curricular obrigatória para todos os alunos da UNIVASF e prevê atividades de ensino, pesquisa e extensão dentro da temática apresentada.
Outra importante ação foi a aprovação no Edital MEC/Proext 2014 do Programa de Formação de Agentes para Sustentabilidade do Software Público Brasileiro. Este processo conta com a inclusão de outras Instituições de Ensino Superior (IES), prefeituras da região e a própria Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento (SLTI/MP) para a promoção de eventos de capacitação, apoio à comunidades do SPB e maior interação entre os principais atores ofertantes e demandantes de software público. ESPECIALISTAS: Segundo Luis Felipe Coimbra Costa, diretor do Departamento de Sistemas de Informação da SLTI/MP, a participação ativa da universidade agrega ao SPB colaboradores especialistas na área e, em contrapartida, aos servidores e estudantes da UNIVASF serão oferecidas diversas oportunidades geradas pelo alcance do Software Público Brasileiro. “É um processo cíclico que renderá benefícios diretos na formação dos acadêmicos e contribuirá para divulgação e sustentabilidade deste tipo de solução”, relata Para o professor Alex Sandro Gomes, do Centro de Informática da UFPE e coordenador da Comunidade Ambiente Virtual de Aprendizagem integrante do Portal SPB (Amadeus), “a iniciativa representa um marco no desenvolvimento e disseminação da política de software público brasileiro e, com certeza, trará avanços significativos para a área”.
O acordo é a formalização da parceria que pretende, entre outras ações, implantar um projeto piloto do Núcleo SPB na UNIVASF. Este núcleo poderá ser difundido entre as demais universidades e institutos federais para assegurar o desenvolvimento e a sustentabilidade do Software Público Brasileiro. O lançamento oficial do acordo será no mês de novembro na UNIVASF. Acesso em http://www.planejamento.gov.br/conteudo.asp?p=noticia&ler=10276 Portal da UNIVASF: http://www.univasf.edu.br/
APMB

terça-feira, 1 de outubro de 2013

UFRJ e UnB criam cota de mestrado e doutorado. Newsletter Victor Vieira. Reserva de 20% das vagas para negros já foi aprovada em Brasília; no Rio, índios terão prioridade em curso de Antropologia Social. Um ano após a implementação da Lei de Cotas, universidades federais começam a reservar vagas para negros e índios também em mestrados e doutorados. Departamentos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade de Brasília (UnB) já desenvolvem políticas afirmativas na pós-graduação por iniciativa de professores e alunos. A pós-graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da UFRJ vai reservar o mínimo de duas vagas a indígenas. Para negros, haverá nota de corte menor do que de outros concorrentes e adicional de 20% de vagas. Neste ano, 9 candidatos já se declararam indígenas e 27, negros. Os primeiros cotistas devem começar em 2014. O subcoordenador do programa da pós do Museu Nacional, João Pacheco, não acredita em piora de qualidade da produção acadêmica. "Não é só fazer justiça social. É uma experiência importante para a área de antropologia, que se propõe a estudar o outro", explica o professor. Já na UnB, a reserva de 20% das vagas de mestrado e doutorado para negros foi aprovada em julho no Departamento de Sociologia. Uma comissão de professores e alunos tem até o fim do mês para concluir a proposta, que ainda precisa do aval do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da universidade. A expectativa é de que as cotas comecem a valer no início de 2015. Em Brasília, o curso Pós-Afirmativas ainda prepara negros para o mestrado e doutorado da UnB. Autonomia. O Ministério da Educação não exige reserva de vagas na pós, mas cada departamento ou instituição pode fixar seus critérios nas seleções. Um exemplo é a pós em Direitos Humanos da USP. Desde 2006, um terço das vagas no curso é separado para negros, indígenas, pobres e deficientes físicos. Na Universidade Estadual da Bahia, 40% das vagas vão para negros e 5% para indígenas em todos os cursos da pós desde 2007. Apesar de negros e pardos corresponderem a mais de 51% da população, só 18,8% dos brasileiros com mestrado pertencem a esse grupo étnico, segundo o IBGE. Já entre os doutores, a proporção recua para 14,6%. De acordo com o especialista em educação Cláudio de Moura Castro, as cotas são injustas. "Na pesquisa deve prevalecer a meritocracia, em que os candidatos atingem o nível exigido", afirma. Para o coordenador da ONG Educafro, Frei David Santos, é preciso abrir mais portas da pós-graduação para excluídos. "A seleção sempre foi cheia de subjetividades. Falta um pacto nacional para resolver o problema", defende. COMO É? Índia. As políticas afirmativas são previstas pela Constituição do País, desde a década de 1940. Algumas universidades reservam vagas nas pós-graduações. Estados Unidos. Os critérios para ações afirmativas em universidades variam entre Estados. Parte das instituições considera a etnia, no caso de negros e latinos, ou o gênero. Na Universidade de Austin, no Texas, por exemplo, a preferência vai para alunos que moram em distritos pobres. Na contratação de professores, devem ser seguidos os parâmetros de representação negra e latina previstos na lei trabalhista. Acesso em http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,ufrj-e-unb-criam-cota-de-mestrado-e-doutorado,1071346,0.htm